terça-feira, 25 de novembro de 2014

MARLISE BASSFELD-MUHME | A arte de Ana Luisa Kaminski







A REPRESENTAÇÃO DA SENSIBILIDADE COMO TRAÇO ESSENCIAL | Eis coragem marcante da pintora Ana Luisa Kaminski: simbolizar sentimentos, representar a subjetividade que lhe constitui, tanto quanto possa alcançar em luz, sombra, superfície. Uma lágrima escorre discretamente em azul numa andrógena face que remete a um universo onírico e cuja presença pode convocar a uma interrogação, a uma reticência, a algum ponto do qual o espectador não tenha como escapar. Será tristeza? Será emotividade? Será contentamento? Quem sabe… Trata-se de viagem íntima o olhar diante da obra.

TÉCNICA E CRIAÇÃO A SERVIÇO DO BELO | É arriscado interpretar a um só lance o que possa estar no campo da expressão dessa pintora, cujo interesse pela arte surgiu ainda quando criança, na cidade gaúcha de Erechim, onde nasceu em 1966. Antes, pode-se permitir um singular prazer estético de se deixar tomar por seus tons lilases, por suas ninfas, em uma fragilidade que está mais para a delicadeza do que o que pudessem suscitar as reminiscências de uma mulher que também aprecia a cor da rosa.
A desenvoltura da artista, ao estabelecer em sua obra uma temática onírica e, muitas vezes, quase mágica, agrega-se ao rigor acadêmico nascido de técnica apurada, em especial quando se dispõe ao desenho do humano. De fato, ao retratar com lápis, tinta e tela o rosto de uma pessoa, por sua peculiar entrega ao processo criativo, não é de se duvidar que, ao final do trabalho, já não tenham – pintora e personagem – estreitado algum vínculo para além do objetivo primeiro.

MULTIDISCIPLINARIDADE PARA UMA PRÁXIS LIBERTÁRIA | Dificilmente Ana Luisa Kaminski deixaria de viver o que lhe é próprio enquanto está às voltas com seus pincéis e paleta: sua exuberância é traço que lhe advém de outras linguagens artísticas. Estudou flauta, piano, filosofia, faz formação em psicanálise. Graduou-se em letras e concluiu mestrado em literatura brasileira e teoria literária no ano de 2002 (UFSC), o que também lhe propicia privilegiada visão do mundo, colocando-se ela própria, tanto na obra quanto na vida pessoal, coerente com seus valores, libertária, interessada nas diversas manifestações de amorosidade, o que está manifesto em seus quadros.
No campo pictórico, estudou desenho e pintura na Escola Municipal de Belas Artes, Erechim, RS, onde iniciou sua jornada de exposições. Também já expôs em cidades brasileiras, como: Florianópolis (SC), Curitiba (PR), São Paulo (SP), Campo Grande (MS) e outras do sul do país.
Relativamente à palavra escrita, participou de congressos, nos quais apresentou trabalhos nas áreas de letras e artes, em Florianópolis, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Tem poemas e ensaios publicados em coletâneas.

RECONHECIMENTO PÚBLICO E PREMIAÇÕES | Em outubro de 2011, a artista conquistou lugar em um dos mais cobiçados espaços artísticos do mundo, quando teve a oportunidade participar, com sua obra, da mostra coletiva intitulada Anap Carroussel du Louvre, no Museu do Louvre, em Paris, sob a curadoria de Edilson Barbosa, presidente da Academia Nacional de Artes Plásticas.
   Também na Itália sua obra foi bem recebida. Entre suas premiações, destacou-se na categoria pintura na IV Bienal de Roma, em 2004, com o quadro Nascimento da Ninfa Azul, que integra o acervo do Museu Ítalo-Brasileiro em Pomézia. Ainda na Itália, foi agraciada com o sexto lugar, categoria pintura, na Exposição Internacional de Artes na cidade de Anzio, em 2010, ao concorrer com dezenas de pintores de vários países.
   No Brasil, teve o mérito do primeiro lugar na Exposição Coletiva de Artes Comemorativa ao Centenário daAcademia Brasileira de Arte, Cultura e História, no Salão Villa Lobos, Brasília, também em 2010, com a obraRetrato de Staëll. No mesmo ano, obteve o segundo lugar na exposição coletiva Cristal de Talentos, na cidade de São Paulo.
FAMÍLIA E AMIGOS PARA DIAS DE QUAISQUER CORES | Mãe de dois filhos – Daniel, 28 e Bernardo, 19 –, Ana Luisa Kaminski é casada há 30 anos com Osmar Kohn. Ao lado do pai da artista, Bernardo Kaminski, que a apoia desde sempre e foi o primeiro a lhe reconhecer o talento artístico, marido e filhos são seus grandes incentivadores. Assim, não fica difícil verificar que tanta jovialidade nos movimentos da artista nasça dentro de casa, onde a palavra circula sem que haja medo de transitarem nos diversos momentos do cotidiano, sejam eles revestidos de trabalho, desafios, festa, descanso.
Importante fonte de seu amor pela vida talvez também advenha do interesse da artista pelo conhecimento, por sua prática de compartilhar o belo, seja por meio das redes sociais, onde tem incontáveis fãs, ou em conversas intimistas, em convívio mais próximo, com aqueles que admiram seu modo de estar no mundo.

ENGAJAMENTO NAS QUESTÕES SOCIAIS E DESEJO DE UM MUNDO MELHOR | Entre as atividades didáticas, a artista plástica lecionou pintura para crianças carentes na comunidade do Morro Santa Vitória, Morro da Caixa e Morro do Pedregal, em Florianópolis, ao participar do projeto do Instituto Solidariedade e Cultura. Também atuou como formadora de arte-educadores no Movimento dos Trabalhadores sem Terra e no Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária da Universidade Federal de Santa Catarina, sempre ligada à área da arte.

 

ATELIER PRÓPRIO E AULAS DE DESENHO E PINTURA | Na capital catarinense, em seu atelier situado numa casa com quintal e jardim, cães e gatos, a três quilômetros de onde continente e Ilha de Santa Catarina se unem pela ponte Hercílio Luz, Ana Luisa Kaminski produz vibrante e continuamente, bem como leciona desenho e pintura desde o ano 2000. Antes, por três anos, (de 1987 a 1990) deu aula na oficina de Artes Porarte, na mesma cidade, e de 1990 a 2000, no seu atelier localizado num prédio comercial no centro da cidade.
Com trabalhos expostos na Galeria Banco de Arte (SP), Galeria Spazio Surreale (SP) e Galeria Helena Fretta (SC), o atelier da artista é um espaço vívido e de generoso acolhimento a colecionadores, apreciadores de arte, bem como a alunos que participam atenta e dedicadamente de seus cursos.
Por outro lado, no enfrentamento do real, – os dias em que as horas se tornam longas demais – a pintora não se recusa à ausência ou ao silêncio, quando passa a estar ainda mais presente num mergulho para a sublimação que a traz de volta, no círculo vital que é próprio dos valentes.
Se, para todo mundo, viver às vezes dói, se é o que se apresenta como desafio inexorável, a artista plástica transforma de modo magistral seu quinhão de estranhamento nessa possibilidade de reconhecimento da falta, de modo que lhe é pacífico poder se deixar tomar pela tela vazia.
Ao enfrentá-la, vira-lhe ao avesso, mostra a que vem, debruça-se, embrenha-se, esvai-se, alegra-se, brinca, brilha, resplandece. O efeito desse exercício que se repete no compasso de seu lírico estilo é o chão onde Ana Luisa Kaminski deixa brotar o belo de si em cada quadro que assina.

EXPOSIÇÕES DE ANA LUISA KAMINSKI DESDE 2005

Releitura Artística: exposição coletiva no Espaço Cultural do BRDE | Florianópolis | SC | de 8 a 30 de dezembro/2005.
Entre Ânkoras & Asas: exposição individual | Erechim | RS | Espaço Cultural Castelinho | promoção: Prefeitura Municipal | 17 de julho a 4 de agosto/2006.
Viajando nos Entrelugares: exposição individual | Florianópolis | Livraria Livros & Livros | setembro/2006.
Têmpera do Tempo: exposição coletiva | Florianópolis | Café Veredicto | 13 a 30 de novembro/2006.
Interstícios: exposição individual | Florianópolis | Café Veredicto | 1 a 15 de dezembro/2006.
Asas da Alma: exposição individual | Florianópolis | Livraria Livros & Livros | 6 a 16 de fevereiro/2007.
Nau da Alma: exposição individual | Florianópolis | Centro de Convenções da UFSC | 1 a 15 de julho/2007.
A Dama do Sótão Azul: exposição individual | Curitiba | FIEP | 25 de junho a 30 de julho/2007.
Retrospectiva Azul: exposição individual | Florianópolis | Atelier Sonho Meu | janeiro/2008.
Afinação da Alma: exposição conjunta com Helen Ferreira e Malu Titon | em Florianópolis | Livros & Livros | agosto/2008.
Matizes de Maio: exposição conjunta com Helen Ferreira | Florianópolis | Livros & Livros | maio/2009.
Personas & Sonhos: exposição conjunta com a artista Staëll Di Lukka | Morada dos Baís (Pensão Pimentel) | Campo Grande | setembro/2009.
Exposição Coletiva de Artes Cristal de Talentos: São Paulo | agosto/ 2010.
Exposição Coletiva de Artes Comemorativa ao Centenário da Academia Brasileira de Artes, Cultura e História | Brasília | setembro/2010.
Exposição Internacional de Artes em Pádova: Pádova | Itália | novembro/2010.
Exposição Internacional de Artes: Anzio | Itália | dezembro/2010.
Epifanias: exposição conjunta com a artista Staëll | Restaurante Piola | São Paulo | julho/2011.
Lirismo Onírico: exposição conjunta com a artista Staëll | Galeria Spazio Surreale | São Paulo, setembro/2011.
Salão Internacional de Arte no Carrousel do Louvre | Paris | França | outubro/2011.
Salon Internacional Du Portrait: Château Du Beauregard | Loire ET Cher | França | abril/2012.
Visões do Feminino: Espaço Cultural do BRDE | Florianópolis | junho/2013.
Contato direto com a artista: analukaminski@gmail.com.

Marlise Bassfeld-Muhme (Brasil/Alemanha). Jornalista com formação em psicanálise, editora e crítica de arte. Vive em Rheinfelden, Alemanha, na tríplice fronteira com França e Suíça, onde também desenvolve o Projeto Europa em Verde-Amarelo (www.europaemverdeamarelo.com.br) de acolhimento a brasileiros que viajam nessa região europeia. Contato: marbassfeld@hotmail.com. Página ilustrada com obras de Ana Luisa Kaminski (Brasil).


Agulha Revista de Cultura
editor geral | FLORIANO MARTINS | arcflorianomartins@gmail.com
editor assistente | MÁRCIO SIMÕES | mxsimoes@hotmail.com
logo & design | FLORIANO MARTINS
revisão de textos & difusão | FLORIANO MARTINS | MÁRCIO SIMÕES
equipe de tradução
ALLAN VIDIGAL | ECLAIR ANTONIO ALMEIDA FILHO | FLORIANO MARTINS

GLADYS MENDÍA | LUIZ LEITÃO | MÁRCIO SIMÕES | MILENE M. MORAES
os artigos assinados não refletem necessariamente o pensamento da revista
os editores não se responsabilizam pela devolução de material não solicitado
todos os direitos reservados © triunfo produções ltda.
CNPJ 02.081.443/0001-80



Um comentário:

  1. Agradeço à querida amiga Marlise Bassfeld pelo primoroso texto, e ao querido amigo Floriano Martins pela publicação. Abraços alados, carinhosos e coloridos a ambos, com alegria.

    ResponderExcluir